Modelo de negócio: por que a sua mercearia precisa de um

Se você já tem, ou está pensando em abrir uma mercearia, saiba que é fundamental elaborar um modelo de negócio para o seu empreendimento.

Aliás, esse documento é importante para qualquer tipo e porte de negócio. Portanto, se você é um empreendedor e quer saber mais a respeito, continue a leitura e descubra o que é e como elaborar o seu modelo de negócio.

Modelo de negócio: o que é e para que serve?

Digamos que você deseje abrir uma mercearia, ou que já tenha uma e está sentindo necessidade de inovar em algum aspecto. Em ambas as situações, para que os seus planos tenham sucesso, a primeira coisa que você deve fazer é definir um modelo de negócio. Basicamente, esse documento é o que lhe possibilitará entregar valor ao seu cliente, pois ele auxiliará a sua empresa a desenvolver diferenciais competitivos importantes para a sustentação do negócio.

Em outras palavras, o modelo de negócio auxilia o empreendedor a pensar, pois fornece uma visão ampla da empresa e do mercado. Logicamente, essas variáveis mudam periodicamente e, por isso, o modelo também deve ser atualizado sempre que for necessário.

O sucesso do negócio não é feito somente de boas ideias

Um erro que muitos empreendedores cometem é pensar que uma ideia boa e original basta para sustentar o sucesso de um negócio. É claro que uma ideia genial ajuda bastante, mas, além disso, é fundamental conhecer o público-alvo, o potencial de geração de receita, os custos do negócio, as eventuais barreiras jurídicas, e assim por diante.

Todo esse mapeamento é papel do modelo de negócio. A seguir, falaremos sobre um dos modelos mais conhecidos e utilizados pelas empresas: o Modelo Canvas. Acompanhe!

Modelo Canvas

O Modelo Canvas foi criado pelo suíço Alexander Osterwalder, com o objetivo de simplificar os processos de gestão tradicionais.

Inclusive, grandes organizações utilizam o Modelo Canvas no mundo inteiro. No entanto, a sua efetividade é melhor percebida em pequenas e médias empresas, pois são justamente essas organizações que precisam de mais ajuda para crescer e administrar os recursos escassos.

Em vez dos documentos e planilhas utilizados pelas empresas, Alexander propôs uma forma mais simples e agradável de estruturar os processos como a empresa funciona, baseada em um mapa visual objetivo e fácil de ser compreendido. Com o Canvas, consegue-se visualizar as etapas do negócio de forma gráfica, utilizando um mural ou quadro. Para ajudar, esse quadro pode contar com recursos explicativos simples, como post-it (lembretes), por exemplo.

Etapas do Modelo Canvas

Basicamente, o Modelo Canvas é composto por nove etapas:

Segmento de clientes

Esse é o seu público-alvo atual, ou o que você almeja alcançar. Para saber o segmento de clientes, é preciso conhecer as necessidades dos consumidores e estabelecer a forma de atender adequadamente a sua demanda.

Proposta de valor

Trata-se do diferencial que você oferecerá para que os clientes escolham a sua empresa, em vez da concorrência.

Atividade-chave

Qual é a principal atividade de sua empresa? No caso de uma mercearia, qual produto ou serviço que diferencia você da concorrência? Isso parece óbvio, mas é um importante ponto a ser identificado para o modelo de negócio.

Canais

Os canais dizem respeito ao local (jornal, revista, folheto, internet, etc) onde os clientes encontrarão o seu produto e aos meios que você utilizará para fazer a divulgação do seu estabelecimento.

Forma de relacionamento com o cliente

Além do atendimento presencial, a sua mercearia também pode oferecer delivery ou comércio online. Isso faz parte da definição das formas de relacionamento com os consumidores.

Recursos

Quais são os recursos necessários para a sua mercearia funcionar? Capital de giro, funcionários, equipamentos, isso tudo deve ser relacionado nessa etapa do plano.

Fontes de receita

No caso de uma mercearia, a receita vem da venda de produtos. Porém, alguns segmentos podem ter outras fontes, como aluguéis, mensalidades, e assim por diante.

Estrutura de custos

Listar todos os custos (gastos com aluguel, energia, funcionários, etc) envolvidos no negócio não é uma tarefa fácil, pois demanda tempo e algum conhecimento sobre finanças e contabilidade. No entanto, essa é uma etapa essencial, para que você não inicie um empreendimento sem a dimensão exata de quanto irá gastar.

Parcerias

Nessa etapa, entram todos os que, de alguma forma, contribuirão para o funcionamento do negócio. Ou seja, fornecedores, prestadores de serviços, operadoras de cartão, enfim, todos os parceiros envolvidos no dia a dia operacional da empresa.

Considerações finais

Neste conteúdo, nosso objetivo foi mostrar a importância e os componentes de um modelo de negócio. Porém, nós sabemos que essa não é uma tarefa simples de ser realizada sem o auxílio de profissionais qualificados.

A Castelo Forte Contabilidade dispõe de uma equipe técnica para orientar você na elaboração do modelo de negócio mais adequado aos seus objetivos. Contate a nossa equipe pelo link abaixo e saiba mais sobre nossa metodologia de trabalho!

Contabilidade Consultiva | Castelo Forte Contabilidade & Consultoria | Brasi

11 visualizações0 comentário