Estoques para autopeças: como otimizar a sua gestão

Independentemente do tamanho da oficina mecânica, é muito importante ter uma gestão eficiente de estoques para autopeças. Além de auxiliar na redução de perdas e no controle de custos, trabalhar o estoque de forma organizada agiliza o atendimento, o que contribui para a satisfação do cliente.

Como otimizar a gestão de estoques para autopeças

Existem diversos aspectos que podem ser trabalhados para otimizar os estoques de autopeças no estabelecimento. A seguir, veja algumas dicas que podem auxiliar na sua gestão.


1 – Estruture e controle os processos internos

Para que a gestão de estoques funcione de forma eficiente, é necessário que os processos internos estejam bem estruturados. Nesse sentido, alguns aspectos importantes são o recebimento adequado e o registro das mercadorias, a separação das peças por categorias, o armazenamento em lugares corretos e a separação e o envio dos pedidos para os clientes.


Os passos acima são os básicos para a organização dos estoques. Tudo dependerá da quantidade de itens e da complexidade dos serviços da oficina. Lembrando que, além de definidos esses fluxos, é preciso fazer o controle de cada etapa do processo.


2 – Faça inventários periódicos

A contagem periódica de estoques é fundamental para a gestão de vendas. Ela permite que se conheçam os itens de maior giro e, dessa forma, é possível programar as reposições com mais assertividade para não correr o risco de falta de peças que possam prejudicar os serviços.


Da mesma forma, os inventários auxiliam a identificar itens de menor circulação, e isso é importante para que sejam realizadas ações de vendas ou substituições, se for o caso.


3 – Treine a sua equipe

Depois de padronizados os processos, é hora de capacitar a equipe para a gestão dos estoques. Sendo assim, vale a pena investir, não apenas em treinamentos sobre organização dos estoques, mas também em orientações sobre o relacionamento com fornecedores. Uma equipe bem preparada terá condições de acompanhar o giro dos estoques e monitorar quando novos pedidos tiverem que ser feitos.


A capacitação do pessoal auxiliará também nos momentos de inventários para que as compras possam sempre ser planejadas com a devida antecedência.


4 – Utilize a tecnologia para o controle dos estoques

Atualmente, existem muitos softwares que podem auxiliar no controle de estoques e no planejamento de compras. Isso contribui para a gestão do negócio, pois torna os processos mais simples e ágeis, fazendo com que o tempo dos colaboradores possa ser utilizado para outras tarefas.


Além disso, um programa de gestão de estoques e compras permite que se encontre produtos com preços mais competitivos, o que também traz vantagens para a gestão de custos.


5 – Tenha uma boa assessoria contábil

Todos os pontos que vimos acima são muito mais fáceis de serem implementados e controlados se você tiver uma boa assessoria contábil.


Ao contar com esse tipo de apoio técnico, o empreendedor consegue dar foco ao negócio sem precisar se preocupar com controles operacionais complexos e que demandam tempo para que sejam realizados de forma eficiente. Além disso, um contador também lhe disponibiliza ferramentas para que você possa atender à legislação contábil, fiscal, trabalhista e todos os aspectos legais necessários à sua atividade.


Que tal conhecer a contabilidade consultiva da Castelo Forte? Por meio desse sistema, você poderá ter conversas periódicas com a nossa equipe, conforme o serviço contratado. Acompanhe o nosso blog e saiba mais sobre os serviços que a Castelo Forte pode prestar para a sua empresa!


13 visualizações0 comentário