Custo das Mercadorias Vendidas (CMV): por que isso é importante para a sua loja de autopeças?

Você já parou para pensar se está precificando corretamente as mercadorias na sua loja de autopeças? Se tem dúvidas a respeito, então é muito importante entender como funciona o Custo das Mercadorias Vendidas (ou CMV).


Sabemos que a maior parte dos esforços do empreendedor está sempre voltada à atividade, seja no relacionamento com parceiros comerciais ou no atendimento e conquista de novos clientes. E não poderia ser diferente, afinal é essa rede que sustenta e justifica o propósito da empresa, certo?


Por isso, muitas vezes a contabilidade se torna um grande desafio. Com tantas tarefas, é muito difícil dar conta também de aspectos técnicos e legais da operação. No entanto, conhecer alguns conceitos contábeis e colocá-los em prática no negócio é fundamental para que se possa fazer uma gestão eficiente e que traga resultados positivos.


Neste artigo, mostraremos de forma simples e prática o que é o CMV e por que ele é importante para a correta precificação das mercadorias. Continue a leitura e confira a seguir!


Para que serve o CMV?

Um erro que muitos empresários cometem é o de avaliar o resultado de suas vendas somente pela diferença entre o preço de venda e o de compra (ou produção) de uma mercadoria.


Por exemplo: se você pagou R$ 50 por um item do estoque e o vendeu a R$ 70, o seu lucro foi R$ 20, certo?


Errado! Para determinar o resultado das vendas, não basta analisar só a lucratividade da operação em si. Além disso, é preciso considerar também os produtos que você tem em estoque.


Pode parecer complicado, mas a lógica é bem simples. Quando você adquire um estoque e não o vende com a velocidade que planejava, essas mercadorias paradas geram custo para a empresa. Afinal, é dinheiro que deixou de circular e que você poderia ter utilizado para outros fins, como pagar fornecedores, funcionários e outras contas da empresa.


Esse custo do estoque que ainda não girou precisa ser considerado no cálculo do seu resultado. Caso contrário, o seu resultado ficará distorcido.


Como calcular o Custo das Mercadorias Vendidas

Para calcular o CMV, você precisará dos valores do seu estoque inicial, das suas compras e do seu estoque final. A fórmula é a seguinte:


CMV = Estoque Inicial (EI) + Compras (C) – Estoque Final (EF)


Vamos a um exemplo para entender como aplicar a fórmula:

Digamos que a sua loja tenha iniciado o mês de setembro com um estoque de R$ 20.000. Durante o mês, as suas compras para o estoque totalizaram R$ 15.000.


No último dia de setembro, o valor do seu estoque era de R$ 12.000. Dessa forma, o CMV de setembro foi:


CMV = (R$ 20.000 + R$ 15.000) – R$ 12.000 = R$ 23.000


Ou seja, considerando as compras do mês e o que você já tinha em estoque, o custo das mercadorias vendidas de setembro foi de R$ 23.000.


O fato de o seu CMV (R$ 23.000) ter sido superior ao seu estoque inicial (R$ 20.000) mostra que nem toda a mercadoria comprada foi vendida no período. A partir desse dado, é preciso entender o que aconteceu, se houve desaquecimento do mercado, ou algum outro tipo de problema pontual na sua empresa.


Cálculo do Lucro Bruto

O CVM também serve para você chegar ao Lucro Bruto do período. Digamos que, em setembro, a sua Receita Líquida tenha sido de R$ 50.000. Para chegar ao Lucro Bruto, a fórmula é a seguinte:


Receita Líquida: R$ 50.000

(-) CMV: R$ 23.000

= Lucro Bruto: R$ 27.000


Porém, se você só tivesse considerado o custo das compras do período (R$ 15.000) e deixasse os estoques de lado, o seu Lucro Bruto seria de R$ 35.000.


Pelo fato de computar o valor dos estoques, o CMV dá a exata dimensão do quanto de dinheiro você tem parado na operação. Como vimos antes, é muito importante você fazer essa conta. Só assim conseguirá desenvolver melhores estratégias de vendas ou readequar a sua política de compras, se for o caso. E qualquer uma das alternativas impactará no resultado do seu negócio.


Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, deixe abaixo os seus comentários. E, se quiser saber mais sobre os serviços da Castelo Forte Contabilidade, clique aqui e contate nossa equipe especializada. Com a análise de suas necessidades, indicaremos as melhores soluções para a sua empresa!


6 visualizações0 comentário